X
Menu

Quem modifica o carro pode perder a indenização do seguro em caso de acidente

Quem modifica o carro pode perder a indenização do seguro em caso de acidente

24/09/2020 / FONTE: CQCS

“Quem modifica a estrutura do carro sem comunicar a seguradora pode ter a indenização negada em caso de acidente bem como ter a apólice de seguro cancelada”, revelou Dorival Alves de Sousa, corretor de seguros, advogado e vice-presidente de Marketing da Fenacor, em entrevista ao CQCS.

A seguradora aceitou o seguro de um carro com determinadas características conforme identificado quando da realização da vistoria prévia, mas se o segurado decide por sua conta e risco, por exemplo, rebaixar o veículo, precisa avisar ao seu corretor de seguros ou a seguradora se a alteração é aceita no contrato e, em muita das vezes, é necessário alterar a apólice. Nenhuma alteração na característica do veículo segurado poderá ser realizada sem a prévia aprovação

por parte da seguradora”, pontuou.

O vice-presidente também destacou que qualquer mudança na estrutura do carro, ou a instalação de equipamentos podem despertar mais a atenção de ladrões e desta forma pode fazer com que a seguradora se recuse a

cobrir a indenização em caso de sinistro, principalmente se isso for feito durante o período de vigência da apólice e a seguradora não foi comunicada.

“O segurado precisa comunicar ao seu corretor de seguros ou a seguradora as alterações que, porventura, ele venha a fazer no carro”, alerta.

Em seus comentários, Dorival explicou a reportagem do CQCS que qualquer alteração no veículo pode gerar aceitação ou não por parte da seguradora. Além disso, lembra que se a seguradora aceitar a alteração, é preciso ver se não vai haver aditamento contratual de cobrança ou redução de prêmio na apólice de seguro. “Se o segurado não comunicar à companhia corre o risco de, em caso de sinistro, ter o pagamento da indenização negado”, afirma.

“É bom lembrar ao segurado que qualquer alteração no carro deve ser comunicada à seguradora. A negativa do sinistro pode ocorrer se um incidente for causado por um componente adicionado depois da vistoria”, acrescentou.

Dorival sugere que, antes de pensar em fazer qualquer alteração no veículo segurado, consulte o seu corretor de seguros para verificar a política de aceitação por parte da seguradora.

You Might Also Liked

Seguradoras podem se recusar a pagar sinistro de carro particular com propaganda política Seguro-saúde é exigido em mais de 40 países Seguro rural: Volume de prêmios até agosto atingiu R$ 4,38 bilhões Susep vai criar índice de sustentabilidade verde Seguro ajuda pessoas a driblar inadimplência Quer proteger a casa e acha que seguro é caro? É menos do que você imagina Pix pode impactar o preço do seguro A era das empresas do futuro já começou?