X
Menu

Associação criminosa forjava acidentes de trânsito para faturar dinheiro de seguro

Associação criminosa forjava acidentes de trânsito para faturar dinheiro de seguro

29/09/2020 / FONTE: CQCS

O Site Metrópoles informa, em matéria publicada no último dia 29, que uma associação criminosa foi alvo de operação da Polícia Civil do Distrito Federal, nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (29/9). Os suspeitos são acusados de forjar acidentes de trânsito, sempre com perda total do veículo, e assim recebiam o dinheiro do seguro.

Estão sendo cumpridos 10 mandados de busca e apreensão pela Divisão de Repressão a Roubos e Furtos (DRF), da Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri), no âmbito da Operação Total Loss. O prejuízo provocado pelo grupo ultrapassa os R$ 100 mil. Já foram apreendidos R$ 10 mil e três carros.

Os suspeitos agiam na condição de condutor, segurado, recebedor do prêmio (pagamento do sinistro) e terceiro envolvido. Ainda de acordo com as investigações, no momento do crime, a associação criminosa escolhia locais ermos, pouco iluminados e com baixo fluxo de pessoas para provocar os acidentes e deixar os carros destruídos.

O delegado ressaltou ao site que as seguradoras, sem desconfiar da fraude, honravam os contratos indenizando integralmente os criminosos. “Além de liquidar o saldo devedor do financiamento do veículo, uma das empresas, em pelo menos uma das fraudes, também chegou a quitar o IPVA, o licenciamento obrigatório e algumas multas. Realizados esses descontos, a seguradora transferiu o valor remanescente para a conta bancária de um dos alvos”, disse.

You Might Also Liked

Seguradoras podem se recusar a pagar sinistro de carro particular com propaganda política Seguro-saúde é exigido em mais de 40 países Seguro rural: Volume de prêmios até agosto atingiu R$ 4,38 bilhões Susep vai criar índice de sustentabilidade verde Seguro ajuda pessoas a driblar inadimplência Quer proteger a casa e acha que seguro é caro? É menos do que você imagina Pix pode impactar o preço do seguro A era das empresas do futuro já começou?